Unidades de atendimento a grupos vulneráveis

Em número de unidades
Para esta opção de consulta não há gráfico disponível. Verifique a tabela abaixo.

Crie o seu gráfico

Cobertura:
Opções de filtro:
Ano Inicial:
Ano Final:

Unidade 2010
Conselho Tutelar
É o órgão municipal de fiscalização destinado a zelar pelos direitos das crianças e adolescentes. É composto por cinco membros, eleitos pela comunidade para acompanharem as crianças e os adolescentes e decidirem em conjunto sobre qual medida de proteção para cada caso.
1
Casa acolhedora (abrigo)
O abrigo é uma unidade de proteção provisória e excepcional, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Ele garante o acolhimento de crianças e adolescentes que estejam em situação de vulnerabilidade, ou seja, negligência, maus tratos, violência física e abuso sexual, de maneira que permaneçam temporariamente separados de suas famílias, não implicando em privação de liberdade.
0
Centro de Referência da Assistência Social (CRAS)
O CRAS possui unidades de execução dos serviços de proteção social básica destinados à população em situação de vulnerabilidade social (decorrente da pobreza, privação ou fragilização de vínculos afetivos), em articulação com a rede socioassistencial.
1
Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS)
O Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) é a unidade de serviços de proteção social especial (média complexidade), para atendimento de famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social (violação dos direitos, e necessidade de atendimento especializado em casos de pessoa com deficiência ou idosa).
0

Fonte

2010 - Sec. Mun. Ass. Social